Facebook - WhatsApp

Nesta quarta-feira (19), o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, comunicou através do seu perfil na rede social que o Facebook concretizou a compra do WhatsApp, numa transação bilionária.

O Facebook comprou a app de mensagens WhatsApp por US$ 19 bilhões (19 mil milhões), sendo que US$ 4 bilhões serão pagos em dinheiro, US$ 12 bilhões em ações do Facebook e os outros US$ 3 bilhões, em ações restritas que serão divididas entre os funcionários do WhatsApp ao longo dos próximos 4 anos.

 

O Facebook comprou o WhatsApp e garante que nada irá mudar!

Mesmo com esta compra, foi confirmado que nada irá mudar dentro do WhatsApp, ou seja, toda a empresa da app de mensagens instantâneas irá continuar na mesma, sendo que por agora, o Facebook irá apenas fornecer suporte aos desenvolvedores da app.

“O WhatsApp continuará a trabalhar independentemente dentro do Facebook. O roadmap de produtos permanecerá inalterado e a equipa ficará em Mountain View. Nos próximos anos, iremos trabalhar arduamente para ajudar o WhatsApp a crescer e a conectar o mundo inteiro”, disse o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.

WhatsApp

Com cerca de 450 milhões de usuários ativos, o WhatsApp é atualmente a maior app de troca de mensagens instantâneas do mundo, tornando-se num concorrente de peso para o Facebook. Com uma estimativa de 1 milhão de novos utilizadores por dia, o WhatsApp rapidamente se tornaria um problema para a rede social.

Com uma política de comprar os seus mais fortes concorrentes, como aconteceu com o Instagram e quase acontecia com o SnapChat, o Facebook decidiu investir alto na app do momento, mais precisamente, 19 vezes acima do valor pago pelo Instagram.

O grande medo dos usuários do WhatsApp é a inclusão de anúncios na app, o que se tornou praticamente certo, já que foi recentemente confirmado que o Instagram se está a preparar para receber anúncios.

O ponto positivo disto, é que o Instagram só irá começar a exibir anúncios quase dois anos depois de ser adquirido pelo Facebook. Pelo menos por enquanto, o Facebook afirma que irá manter a taxa anual de US$ 1, e que manterá longe os anúncios do WhatsApp.

“Você pode continuar a desfrutar do serviço por uma taxa anual. Você pode continuar a usar o WhatsApp, não importa onde você está no mundo, ou qual o smartphone que você está a usar. Você pode ainda contar com absolutamente zero anúncios interrompendo a sua comunicação”, afirmou o Facebook após a compra.

 

Se gostou deste artigo, subscreva a nossa Newsletter para receber as últimas novidades do mundo da tecnologia no seu email!