HTC One M8

O HTC One M8 é o segundo aparelho de grande destaque da HTC. O primeiro deles, o HTC One, ganhou o prémio de melhor smartphone do ano passado na Mobile World Congress 2014, de modo que temos motivos mais do que suficientes para ficarmos animados com esta nova versão.

 

Será que o HTC One M8 vai ser capaz de competir com o Samsung Galaxy S5 e com o Sony Xperia Z2?

 

HTC One M8 – Design

O design do HTC One M8 continua na mesma linha estabelecida pelo HTC One, uma vez que é baseado em torno de uma ideia simples: estrutura e aparência em metal.

A parte de trás do smartphone é quase inteiramente constituída de alumínio, dando desse modo, uma sensação fria e sólida semelhante à do primeiro HTC One e à do iPhone 5S.

Apesar do HTC One M8 se parece com um clone do HTC One original, existem algumas diferenças significativas entre eles. As bordas afiadas do HTC One foram substituídas por umas mais lisas e arredondadas.

Essas mesmas curvas metálicas que formam os lados do HTC One M8 significam também o abandono das bordas de plástico da versão original.

No lançamento do One M8, a HTC disponibilizou três versões do gadget. A versão principal é a “Metal Grey”, que conta com acabamento em metal escovado. Esta versão passou nos testes de arranhões, ou seja, com a carcaça em metal do aparelho, será difícil encontrar um arranhão na beleza do mesmo.

HTC One M8 cores

Os outros dois acabamentos que estarão disponíveis para venda inicialmente são o “Arctic Silver”, que se parece com o modelo original do HTC One, e o “Amber Gold”, uma versão dourada do smartphone.

Um problema que os gadgets de metal têm de enfrentar é o de onde colocar as antenas, uma vez que estas não conseguem transmitir o sinal adequadamente através de metal. Esta foi uma questão que quase causou um recall (recolha de produtos) do iPhone 4 em 2011. Para ultrapassar este problema, a parte traseira metálica do smartphone é dividida em várias secções por tiras de plástico, tal como acontecia com o HTC One original.

As antenas estão localizadas atrás das minúsculas tiras de plástico, enquanto o transmissor infravermelho se encontra na parte superior do aparelho, esta também fabricada em plástico negro. No HTC One original, o transmissor infravermelho situava-se no botão de energia, mas esta faixa preta assenta tão bem no novo HTC One que mais parece uma decisão de design puro e não de praticidade.

HTC One M8 infravermelho

Neste gadget, existem vários elementos que o ajudam a ter uma aparência semelhante à do primeiro HTC One. Os altifalantes BoomSound estão de volta (e melhores), sendo que agora, a parte frontal do smartphone tem grelhas perfuradas com altifalantes no seu topo e na sua base. Outro aspeto, talvez ainda mais incomum, são as duas câmaras de 4MP UltraPixel na parte traseira, uma vez que os únicos aparelhos que temos visto com matrizes de câmara dupla são aqueles com funções 3D. No entanto, a câmara dupla do HTC One M8, não é 3D, servindo para modificar o foco das fotografias após estas serem tiradas. A câmara frontal do aparelho tem 5MP.

HTC One M8 camera

A HTC também resolveu uma das críticas mais comuns ao HTC One original, a falta de um slot para cartões MicroSD. No One M8 existe agora, num dos lados, uma bandeja para cartões MicroSD de até 128GB, enquanto o outro lado tem uma bandeja para um cartão NanoSIM. São poucos os aparelhos que usam chips SIM tão pequenos, sendo o iPhone 5S o mais famoso deles.

HTC One M8 SanoSIM

HTC One M8 – Tela

A tela/ecrã do HTC One M8 é um pouco mais convencional do que o seu design, mas mesmo assim, é fabulosa. Isso acontece pois, o display de 5 polegadas tem uma resolução de 1080p e utiliza uma tela SLCD, oferecendo assim, cores fortes e grande contraste.

Em comparação com alguns outros grandes aparelhos Android, não podemos dizer que a tela/ecrã do HTC One M8 se destaque da concorrência. A HTC também se livrou dos botões debaixo da tela, isto graças a uma nova padronização do Android. Deste modo, o HTC One M8 torna-se num aparelho 100% focado na tela, tal como o LG G2.

O HTC One M8 está numa geração anterior à da concorrência no que diz respeito ao tamanho da tela/ecrã. O HTC One original tinha um display de 4,7 polegadas, enquanto o Galaxy S4 tinha um de 5 polegadas. Este ano, a HTC escolheu uma tela de 5 polegadas, enquanto o Galaxy S5 tem um display de 5,1 polegadas e o Xperia Z2 tem um de 5,2 polegadas.

0,1 polegadas de tela/ecrã extra não é muito significativo, permitindo assim que o HTC One M8 tenha aproximadamente o mesmo tamanho do Galaxy S5 em termos de pegada, sendo um pouco mais estreito que o rival. O espaço por cima e por baixo da tela faz com que haja um lugar para colocar os dedos sem ativar nenhum botão acidentalmente.

HTC One M8

HTC One M8 – Desempenho

Outra área em que o HTC One M8 tem obrigatoriamente de se manter a par com a concorrência é em termos de especificações técnicas. O gadget tem um processador Snapdragon 801 quad-core de 2.3GHz e 2 GB de RAM, ou seja, tem especificações semelhantes às que estamos habituados a ver na maioria dos novos aparelhos.

 

Se gostou deste artigo, subscreva a nossa Newsletter para receber as últimas novidades do mundo da tecnologia no seu email!