Nvidia Tegra K1

Uma das primeiras empresas a fazer a sua apresentação na CES 2014 foi a NVIDIA, pois a americana não se importou de fazer a sua apresentação apenas para jornalistas e convidados especiais na pré-abertura do evento, onde a estrela da noite foram os novos chips da linha Tegra. O CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang, apresentou ao mundo a quinta geração dos processadores Tegra, chamada Tegra K1 e que terá duas versões, uma de 32 e outra de 64 bits. Um deles utilizará processadores Denver, um novo projeto da NVIDIA, o outro seguirá por uma abordagem mais tradicional, com arquitetura A15 ARM.

O coração do novo processador é agora o Kepler, o mesmo motor que movimenta as GPUs e os supercomputadores da NVIDIA. Como a base do processador é diferente das versões anteriores do Tegra, a empresa optou por não chamar ao novo dispositivo de Tegra 5, como os rumores indicavam.

Nvidia Tegra K1

O novo Tegra K1 possui suporte ao DirectX 11, ao OpenGL 4.4 e a todas as outras recentes tecnologias de jogos para computadores, permitindo assim, uma plena migração dos jogos de PC e consolas para dispositivos móveis, sem perder a qualidade. O Tegra K1 é até mais poderoso do que os processadores encontrados na PS3 e Xbox 360, e ainda assim, consome cerca de 20 vezes menos energia que os mesmos.

Nvidia Tegra K1 vs PS3 vs Xbox 360

Especificações Técnicas do Tegra K1

-GPU: arquitetura Kepler com 192 núcleos CUDA;

-CPU: quad-core ARM Cortex-A15 “r3” de até 2,3 GHz;

-Memória: DDR3L e LPDDR3;

-Memória Máxima: 8 GB (com extensão de endereçamento de 40 bits);

-Resolução: LCD 3840×2160 e HDMI 4K (UltraHD, 4096×2160);

-Formato: 23×23 FCBGA; 16×16 S-FCCSP; 15×15 FC PoP;

-Processo de fabrico: 28 nm.

Se gostou deste artigo, subscreva a nossa Newsletter para receber as últimas novidades do mundo da tecnologia no seu email!