Ubuntu 13.10

“Saucy Salamander” é o nome dado à nova versão do sistema operacional de código aberto da Canonical, o Ubuntu 13.10. Esta atualização do Ubuntu foi lançada no mesmo dia do lançamento da nova atualização do sistema operacional da Microsoft, o Windows 8.1. Além da data de lançamento ser a mesma, a estratégia também a é, isto porque o sistema criado pela Canonical tenta-se adequar aos dispositivos móveis, sendo este, o mesmo objetivo da Microsoft desde o lançamento do Windows 8.

 A maior parte dos programas e das funções do Ubuntu foram atualizados nesta função

Além da versão ser estável para dispositivos móveis, a atualização do Ubuntu 13.10 vem com os principais programas atualizados e, tal como o Windows 8.1, teve o sistema de busca atualizado. O novo Ubuntu também aumentou as funcionalidades Smart Scopes, que torna a busca na Unity Dash mais completa, sendo que agora, quando se faz uma pesquisa na Unity Dash, aparecem resultados da Wikipédia, do Reddit, da Ubuntu One Music Store, do Grooveshark e diversas outras páginas. É possível desativar o Smart Scopes quando for necessário fazer uma busca local.

Sistema de pesquisa Ubuntu 13.10.

Sistema de pesquisa do Ubuntu 13.10.

 

Seviços na Cloud

A versão Ubuntu 13.10 Server é a mais indicada para empresas, pois está concentrada na virtualização e criação de nuvens “particulares”.

O software de código aberto, capaz de gerenciar os componentes de múltiplas infraestruturas virtualizadas (OpenStack), vem agora na versão atualizada com a edição Havana 2013.2.

OpenStack Ubuntu 13.10

OpenStack no Ubuntu 13.10.

A ferramenta de entrega de atualizações de software da empresa (Juju) foi readaptada no intuito de ajudar os departamentos de TI, podendo agora, entregar programas a diversos serviços na nuvem.

Visão geral Ubuntu 13.10.

Menu “Visão geral” no Ubuntu 13.10.

Mas, infelizmente, nem todas as promessas de atualizações do sistema foram compridas. O Mir, por exemplo, que seria o novo sistema de janelas ao entrar para o lugar do X Window System, não está presente nesta atualização. O grande objetivo do Mir seria substituir outro sistema que está em desenvolvimento há anos, mas que é mal visto pelos usuários. Por isso, a Canonical quer a mudança para o Mir, que funciona tanto na versão desktop quanto na mobile do sistema operacional, ou seja, garante uma maior flexibilidade para futuras versões do SO.

A Canonical está ainda a trabalhar para que o Ubuntu 13.10 seja também reconhecido como um software mobile.

 

Se gostou deste artigo, subscreva a nossa Newsletter para receber as últimas novidades do mundo da tecnologia no seu email!