Windows 10 para várias plataformas

No dia 21 de Janeiro de 2015, o tão esperado Windows 10 deu um novo passo rumo à realidade. Com uma conferência recheada de novidades sobre o novo sistema operacional, diretamente de Redmond, a Microsoft não escondeu segredos sobre o novo SO, tendo prometido uma plataforma unificada, que irá preencher todas as lacunas deixadas pelo Windows 8.1.

A Microsoft, além de ter dado muitas informações sobre o Windows 10, também revelou gadgets inovadores, como o HoloLens

Terry Myerson, vice-presidente de sistemas operativos da Microsoft, começou a apresentação, dando destaque ao enorme sucesso do programa Insiders, que juntou milhões de pessoas em todo mundo para testar e avaliar a Technical Preview do Windows 10. Segundo Myerson, os 800 mil feedbacks foram essenciais para que o novo sistema atinga um novo patamar no mercado tecnológico.

 

Windows 10 de graça

A primeira novidade anunciada pela gigante de Redmond irá, certamente, alegrar grande parte dos 1,5 mil milhões de pessoas que usam as duas versões mais atuais do SO, o Windows 7 e o 8.1. A Microsoft precisa de “convencer” a migração para a nova versão do Windows, algo que não aconteceu com a versão 8 do SO, pois, mesmo com o sistema no mercado, muitas pessoas optaram por continuar a usar o Windows 7.

Quem quiser migrar para a nova plataforma sem pagar terá de fazer o update durante o 1º ano após o lançamento do Windows 10. No entanto, esta limitação será apenas para atualizar para o novo SO de graça, uma vez que, mesmo após o período de 1 ano, os utilizadores poderão continuar a usufruir do novo Windows, com direito a atualizações durante toda a vida útil do sistema operacional. Os donos do Windows Phones também serão presenteados com o update.

 

Cortana e menu Iniciar confirmados

Já presente na Technical Preview do novo Windows, o regresso do menu Iniciar não é nenhuma novidade. O novo menu juntou o melhor de dois mundos e promete agradar quem amou e quem odiou a última versão do SO, sendo possível escolher entre utilizar o bom e velho menu Iniciar ou deixar as live tiles em tela cheia, como acontece no Windows 8.

Windows 10 Cortana

A Cortana também estará disponível no Windows 10, em 7 línguas diferentes, e com algumas características muito interessantes. Diferente do que foi apresentado na versão de desenvolvedor, a Cortana será uma parte integral do SO e poderá ser tão útil como é atualmente no Windows Phone. Será possível enviar emails, pesquisar na internet e no próprio PC e até fazer a assistente imitar, por exemplo, Yoda de Star Wars.

 

Diversos gadgets, um só Windows

O sonho da Microsoft em criar um sistema operacional que consiga oferecer a mesma experiência de uso em diversas plataformas parece estar bem próximo de se concretizar. Já foram vistas exibições do Windows 10 em diversos gadgets, mas sempre com tamanhos superiores a 8 polegadas. No entanto, a Microsoft fez questão de afirmar que o SO chegará a dispositivos com displays menores, mas essa versão ainda está numa fase de desenvolvimento ligeiramente mais atrasada.

Windows 10 smartphone

Durante a apresentação, pudemos ver um pouco de como será o SO num aparelho de menores dimensões. A ideia é apresentar as mesmas características da plataforma no PC e nos dispositivos móveis. Podemos esperar recursos como ver a mesma notificação no smartphone e no computador e um menu de configurações o mais semelhante possível entre as plataformas.

 

Apps e programas universais

Juntamente com a promessa de um sistema operativo unificado, chegaram também as expetativas de como o SO se irá comportar em relação a programas e apps, uma vez que será apenas um Windows para inúmeros gadgets. Com tudo isto confirmado, a Microsoft aproveitou a conferência para anunciar que o Office 2016 será uma das primeiras linhas de apps universais. Ações como editar uma planilha ou abrir uma apresentação PowerPoint em dispositivos móveis mostraram ser bastante naturais.

Windows 10 Office 2016

O OneDrive deixará de ser um serviço opcional para backup de arquivos em nuvem, pois o programa de cloud da própria Microsoft será uma parte essencial do plano da empresa em fazer um SO multiplataforma. Agora, o OneDrive irá sincronizar, automaticamente, todos os arquivos do computador e contará com recursos extras que podem ser executados pela assistente Cortana.

 

Spartan – O substituto do Internet Explorer

Project Spartan Windows 10

A gigante de Redmond também deu os primeiros passos rumo a um futuro navegador à altura da empresa, o Project Spartan. Usar uma screenshot como espaço de anotações, a formatação de páginas para uma melhor leitura, a total integração com a assistente pessoal (que oferecerá, aos utilizadores, sugestões baseadas no modo de navegar, tal como o Google Now) e um motor de renderização que promete uma grande velocidade e estabilidade são algumas das novidades que se pode esperar do navegador nativo do novo Windows.

 

Novidades para os gamers

A app da Xbox One para o novo sistema foi outra das surpresas da apresentação. Ao funcionar como uma central social da sua conta na Xbox Live, a ideia é transferir as tarefas da consola para o computador ou qualquer outro gadget. Desde tirar screenshots durante um jogo, aceder à lista de amigos e de jogos até transmitir a partida para todo o mundo, tudo poderá ser feito fora da Xbox One.

Xbox One app Windows 10

Também foi apresentado o novo DirectX 12, que tem a sua estreia marcada para a Game Developers Conference, em março. O novo software vai oferecer um maior controlo da CPU e GPU, além de um desempenho 50% superior ao da versão atual.

 

O mercado corporativo também teve o seu espaço

Sendo um aparelho capaz de aproveitar tudo que o novo Windows 10 terá para oferecer, a Microsoft apresentou o Surface Hub, que possui um display de 84 polegadas com resolução 4K. O gadget será voltado, especialmente, para grandes salas de conferências, já que oferece, praticamente, um Home Theater empresarial. Altifalantes e câmeras com sensores de profundidade completam as especificações do Surface Hub.

Microsoft HoloLens

Pensando num provável futuro sem displays, a Microsoft anunciou o Windows Holographic, um projeto que parece ter saído de um filme de ficção científica. As demos apresentadas na conferência já nos dão um pouco da sensação de que esta tecnologia está perto de se tornar uma realidade na vida das pessoas. O coração do projeto são os óculos HoloLens, que contam com um processador, um chip gráfico e um processador holográfico, algo que foi criado pela própria Microsoft.

 

Se gostou deste artigo, subscreva a nossa Newsletter para receber as últimas novidades do mundo da tecnologia no seu email!