Carro robô da polícia conta com drone para combater o crime

O carro robô da polícia é a materialização de algo que, até agora, só era possível em filmes de ficção científica.

Foi desenvolvido por uma empresa de Singapura, a Otsaw Digital, um carro policial robô que é compacto e está cheio de tecnologia. Este veículo, que irá ajudar a polícia a prevenir e a combater as ações dos bandidos, deverá ter um elevado nível de autonomia.

O automóvel, apesar de ser bastante compacto, tem um ar futurista e possui sensores que identificam a presença de sacolas ou objetos suspeitos, disparando um alarme quando detetar algo suspeito. Em seguida, uma equipa especializada é levada ao local para conduzir uma investigação e é acionado um drone para perseguir os suspeitos.

O drone que acompanha o veículo robô policial é o que chama mais à atenção nesta dupla dinâmica, digna de filmes futuristas. O veículo policial robô é também capaz de identificar e diferenciar os membros de uma equipa de segurança e, com isso, não os confundir com um intruso, por exemplo.

Ao identificar um intruso, o automóvel envia um drone, que pode atingir até 100 metros de distância, para o perseguir. Desta forma, torna-se mais fácil e eficaz a ação dos agentes de segurança contra os bandidos e arruaceiros.

 

Microsoft e o seu carro policial

A Microsoft construiu um carro MAPP que foi projetado para fornecer aos agentes todas as informações que eles precisam através de uma interface elegante, integrada com outros sistemas de segurança e acessível em qualquer dispositivo móvel de um oficial de segurança.

A lista de informações disponíveis para o pessoal da polícia através da interface é bastante extensa. O sistema inclui, direções de navegação, histórias suspeitas, um leitor de matrículas ativado por voz, uma lista de pessoas desaparecidas, boletins de crime baseados na localização e relatórios de perturbações.

Além de toda a tecnologia que o carro possui, a Microsoft anunciou que o veículo ainda incluía um drone da Aeryon Labs para fornecer imagens aéreas e ajudar na captura de fugitivos e bandidos.

O fabricante de drones Aeryon Labs irá fornecer o seu drone SkyRanger aos carros MAPP, que fornecerá vistas aéreas para a plataforma de dados integrada, permitindo que os oficiais avaliem situações em tempo real ou recolham evidências forenses de uma cena de crime.

 

Futuros dos drones na luta contra o crime

As agências de segurança dos Estados Unidos estão a alinhar-se para estarem entre as primeiras a utilizar drones para servir e proteger os seus estados. No entanto, os veículos autónomos não deverão substituir a tradicional presença de polícia nos próximos anos.

Em estados como a  Califórnia, Texas e Washington, as forças policiais intensificaram os seus pedidos por drones de vigilância, afirmando que estes são mais uma ferramenta para ajudar a diminuir o crime ou punir quem os pratica.

Espera-se que no final desta década estejam em funcionamento cerca de 30 mil drones com o objetivo de ajudar contra o crime.

Até 2025, prevê-se que os drones tomem o lugar dos carros de patrulha da polícia, pois os veículos aéreos não tripulados estarão, com o passar dos anos, cada vez mais presentes no nosso quotidiano.