Como construir um PC gamer gaming barato

Ter um computador capaz de rodar os jogos mais recentes do mercado é o sonho de muitos fãs da cultura gamer. Porém, apesar de terem um desempenho, considerado por muitos, melhor que o das consolas (devido a haver uma atualização constante de hardware), os custos de montagem e manutenção podem tornar-se algo extremamente caro.

Os elevados valores envolvidos nas peças para a construção de um PC gamer afastam a realidade do sonho de muitas pessoas. No entanto, é possível ter uma máquina com uma potência média e com um custo relativamente baixo. É possível investir um máximo de R$ 2.500 / 700 € em um PC que consiga suportar os jogos mais recentes com gráficos que variam entre o médio e o high, dependendo dos requisitos do game. Abaixo estarão os itens mais importante e que tem de avaliar no momento da compra.

 

Processador

A Intel é a empresa que oferece os melhores processadores para videojogos, pois têm um ótimo desempenho e durabilidade, diferentemente dos da AMD, que possuem uma potência semelhante, mas pecam pelo seu aquecimento. No que diz respeito aos processadores, deve-se avaliar a velocidade (em GHz), a quantidade de núcleos e, principalmente, a geração do processador. Isso porque um i7 mais antigo pode custar mais e possuir um desempenho inferior a um i5 mais recente.

Preço médio: R$ 700 / 200 €

 

Memórias (RAM e HD)

A memória RAM é aquela que lhe irá permitir ter um melhor desempenho durante o processamento dos jogos. É importante verificar a quantidade de memória (em GB) e também a sua frequência (normalmente, em MHz). Uma memória RAM para um PC gamer deve possuir no mínimo 4 GB, mas o mais indicado para um desempenho intermédio são 8 GB.

No que diz respeito ao disco rígido (HD), 1 Terabyte é a norma. Os jogos mais recentes podem chegar a ocupar mais de 30 GB, o que acumulado com músicas, fotos e outros tipos de arquivos e programas, chegar aos 500 GB de dados guardados é mais fácil do que se imagina.

Preço Médio: RAM: R$ 210 / 55 € | Disco rígido: R$ 270 / 70 €

 

Placas de Vídeo e Placa-mãe (motherboard)

No que se trata de placas de vídeo, as GeForce (da Nvidia) dominam o mercado. Apesar disso, deve-se sempre verificar a frequência (em MHz), o número de bits de interface e o tamanho da memória dedicada (em GB). Modelos GeForce com numeração acima de 820 já possuem uma grande capacidade gráfica.

Quanto à placa-mãe (motherboard), é preciso ter cuidado ao realizar a sua compra. Deve-se averiguar todas as suas saídas e capacidades, de forma a que seja compatível com o resto do seu hardware. Afinal, de que adianta comprar o melhor processador e as melhores memórias se a sua placa-mãe não as suporta?

Preço Médio: Placa-mãe (motherboard): R$ 350 / 90 € | Placa de vídeo: R$ 550 / 150 €